Aos gritos de “volte para casa”, refugiado morre afogado em canal na Itália

La Nuova di Venezia / Reprodução

O preconceito gerado pela crise de refugiados na Europa causou mais uma vítima em Veneza, na Itália. Enquanto um rapaz africano se afogava em um canal da cidade, moradores riam, faziam vídeos e comentários racistas sobre ele. “Volte para casa”, comentava um dos que passavam pelo local, segundo o jornal britânico The Times. O homem, identificado como Peteh Sabally, de 22 anos, era da Gâmbia e tinha chegado no país europeu há dois anos.

Após alguns minutos, pessoas que passeavam pelo canal jogaram boias para ele. O homem, porém, logo foi levado pela correnteza das águas com temperatura de cerca de 5°C. Um vídeo chegou a capturar o momento no qual outra pessoa afirma “Deixem ele morrer”. A polícia só conseguiu localizar o corpo de Sabally uma hora depois, preso em um poste utilizado para amarrar as tradicionais gôndolas turísticas.

“Eu não quero culpar ninguém, mas algo mais podia ter sido feito para salvá-lo”, afirmou Dino Basso, coordenador da associação italiana de salva vidas em matéria veiculada no jornal britânico The Independent. Um grande número de turistas se reuniu ao redor das equipes de busca quando o corpo foi retirado da água. A polícia ainda investiga o caso para descobrir o que pode ter levado Peteh a cair no canal.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)