Agentes funerários encontram bebê em caixão de grávida morta há 10 dias

Creative Commons

Uma mulher que estava grávida de nove meses “deu à luz” um bebê dez dias após morrer em uma região rural da África do Sul. O cadáver da criança, que já nasceu morta, foi encontrado pela equipe responsável pelo funeral dentro do caixão de Nomveliso Mdoy, que morreu de parada cardiorrespiratória, tinha 33 anos e era mãe de cinco filhos. “Nós ficamos completamente chocados. Estou neste ramo há 20 anos e nunca nem ouvi histórias como essa”, afirmou em entrevista ao jornal sul-africano Times Live o dono da funerária na qual o caso foi registrado, Fundile Makalana.

Na comunidade de Mthayisi, muitos moradores relacionaram o caso ao “fim dos tempos”, inclusive, a mãe da vítima. “Eu já estava devastada com o que aconteceu à minha filha e agora fiquei sabendo que ela deu à luz. Meu Deus, o que está acontecendo? Por favor intervenha na nossa vida”, comentou Mandzala Mdoyi. Apesar do lamento, especialistas afirmam que o caso raríssimo não é algo “sobrenatural”. Em entrevista ao jornal Dispatch Live, o médico britânico Patrick Huthinson explicou que isso pode acontecer devido às contrações e ao relaxamento de músculos corporais do cadáver dias após a morte. Nomveliso e o bebê foram enterrados juntos, no mesmo caixão, um dia após a descoberta.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)