Voo de 17 horas sem escalas será um dos mais longos do mundo

Dave Sizer/Creative Commons

A companhia aérea Qantas anunciou uma nova rota, a ser lançada em março de 2018, que terá aproximadamente 17 horas de duração, a depender das condições climáticas, e não fará conexões, saindo da cidade de Perth, na Austrália, até Londres, na Inglaterra. O voo cobrirá 14.498 quilômetros, sendo o primeiro direto entre a Austrália e a Europa, conduzido a partir do Boeing 787-9 Dreamliner, e deve operar 14 vezes por semana.

O primeiro ministro da Austrália Ocidental, Colin Barnett, direcionou US$ 14 milhões (cerca de R$ 46 milhões) para melhorias na infraestrutura do aeroporto de Perth, já que a rota utilizará os terminais domésticos da companhia no local. Segundo ele, a iniciativa deverá injetar entre US$ 9 milhões e US$ 36 milhões ( de R$ 29 milhões a R$ 119 milhões) na economia local por ano.

“Quando a empresa criou a rota para Londres, em 1947, eram necessários quatro dias e nove paradas. Agora, só precisam de 17 horas saindo de Perth sem parar”, disse o diretor executivo da Qantas, Alan Joyce, ao jornal britânico The Guardian. O Boeing 787-9 Dreamliners pode transportar até 236 passageiros. De acordo com a empresa, a rota será a mais longa da Qantas em qualquer lugar do mundo e a terceira mais longa entre todas as companhias. As passagens serão colocadas à venda a partir de abril de 2017.

Em outubro de 2016, o Boeing-777 da Air India percorreu 15,3 mil km em 14 horas e meia, partindo de Nova Délhi, na Índia, até São Francisco, nos Estados Unidos, tornando-se a rota direta mais longa do mundo. Anteriormente, esse recorde pertencia à rota que ia de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, até a cidade de Auckland, na Nova Zelândia, que cobria um percurso de 14,1 mil km.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)