Satélite da China deve cair na Terra em 2017

NASA/Creative Commons

Oficiais chineses relataram em uma coletiva de imprensa que existem incertezas sobre o que acontecerá com a estação espacial Tiangong-1. O satélite tem orbitado a Terra há aproximadamente cinco anos e está previsto para cair de volta no planeta em algum momento no final de 2017. Atualmente, ele se encontra intacto e em órbita a uma altura média de 370 quilômetros, de acordo com a vice-diretora do escritório de engenharia espacial tripulada, Wu Ping.

O Tiangong-1 foi desativado recentemente e os astronautas chineses retornaram à Terra. Em casos semelhantes, é comum que o satélite seja explodido na atmosfera de forma controlada para cair sobre o mar e não colocar pessoas em risco. No entanto, a agência espacial da China aparenta não saber quando ele reentrará na atmosfera, o que sugere que a explosão está fora de seu controle. Setores da imprensa internacional já vinham apontando evidências de que, de alguma forma, o governo chinês perdeu controle do satélite. Dessa forma, não é possível saber exatamente quando ou onde ela acontecerá – o que representa uma chance, ainda que quase remota, de que detritos venham a cair em áreas populadas.

Apesar disso, é improvável que alguém venha a ser ferido. “Com base na nossa análise e nos nossos cálculos, a maior parte se queimará durante a queda”, disse Ping à agência de notícias da República Popular da China, Xinhua. A estação espacial continuará sob monitoramento. Caso necessário, a China lançará uma previsão da queda e comunicará a imprensa internacional.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)