Piloto ganha R$ 1,4 milhão ao evitar acidente aéreo

Sergey Kustov/Creative Commons

O piloto chinês He Chao recebeu um prêmio de 3 milhões de yuans, o valor equivalente a R$ 1,4 milhão, após evitar uma colisão do avião que conduzia com um outro, ambos da companhia aérea China Eastern Airlines. O acidente teria causado a morte de 439 passageiros. O caso ocorreu no aeroporto de Xangai, na China, no dia 11 de outubro de 2016. O copiloto, de nome não revelado, bem como a equipe do voo também receberam um prêmio equivalente a R$ 280 mil.

A aeronave guiada por Chao, o Airbus A320, levava 147 passageiros para a cidade de Tianjin e já havia iniciado a sua corrida de decolagem quando o Airbus A330 cruzou a pista. Chao levantou voo a 240 quilômetros por hora, passando por cima do outro avião a uma distância de apenas 19 metros.

O Airbus A330 chegava no aeroporto vindo de Pequim com 266 passageiros. Juntos, os dois aviões ainda levavam 26 tripulantes. Uma investigação realizada pelas autoridades de aviação da China, CAAC, concluiu que a falha era responsabilidade dos controladores de tráfego aéreo do aeroporto. “O incidente foi causado por fatores humanos, como negligência das dinâmicas de voo e erro dos controladores”, afirmou um comunicado do órgão, publicado pelo China Daily. Ao todo, 13 controladores tiveram suas licenças revogadas e não poderão mais trabalhar na área.

 

Modelo 3D reconstitui a façanha do piloto:

Peoples Daily/Reprodução

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)