Manifestação da aurora boreal nunca antes observada é registrada por amadores no Canadá

ESA/Divulgação

As auroras boreais são um dos fenômenos mais belos e impressionantes de nosso planeta. Constituídas por um brilho intenso no céu noturno das regiões polares, elas são causadas pelo impacto de partículas de vento solar, canalizadas pelo campo magnético da Terra, com a alta atmosfera do planeta. E recentemente, um professor universitário do Canadá capturou imagens de uma nova manifestação desse fenômeno nunca antes registrada.

Eric Donovan estava guiando os integrantes de um grupo do Facebook chamado Alberta Aurora Chasers (“Caçadores de Aurora de Alberta”, em tradução livre), composto por observadores amadores do céu noturno. Foi então que eles puderam observar um feixe de gás branco sendo lançado céu acima. Enquanto alguns afirmavam se tratar de um “arco de prótons”, Donovan percebeu que estavam diante de um fenômeno nunca antes observado.

À Agência Espacial Européia, Donovan afirmou que os dados das medições realizadas posteriormente apontaram que o feixe possuía 25 quilômetros de extensão, lançado para cima a uma velocidade de seis quilômetros por segundo. E como ninguém conseguiu pensar em um nome melhor, o grupo decidiu chamar o fenômeno simplesmente de “Steve”. Um nome que, no fim das contas, é até adequado: o professor contou ao jornal Mirror que o evento, na verdade, é bastante comum – apenas nunca tinha sido visto antes.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)