O ano de 2016 será oficialmente mais longo que o normal

Hung Diesel/Pixabay

O ano de 2016 será um segundo mais longo do que o planejado. A margem será agregada a seu minuto final, de acordo com uma decisão do Serviço Internacional de Rotação da Terra e Sistemas de Referência, organização responsável por manter padrões de referência e tempo globais. A adição será aplicada para compensar uma desaceleração na rotação da Terra, resultado de uma fricção causada pela maré e pelas mudanças na interação do planeta com a lua – que se distancia da Terra em uma média de 3,78 centímetros por ano. Como consequência dessa lentidão, os relógios atômicos utilizados por cronometristas do mundo perdem a sincronia com a rotação do planeta.

“A lua aumenta as marés na terra, causando protuberâncias no oceano, mas como a Terra gira mais rápido do que a lua dá a volta a seu redor, a Terra puxa essa protuberância para longe do ponto em que está diretamente sob a Lua”, explicou o astrônomo Geoff Chester ao jornal britânico The Independent. “E então, a lua a puxa de volta. O efeito disso é que ela age como um mecanismo de freio muito lento”.

O acréscimo será feito pontualmente de acordo com o Tempo Universal Coordenado (UTC). Os marcadores seguirão na seguinte sequência: 31 de dezembro de 2016, 23h 59 m 59s, 31 de dezembro, 23h 59m 60s, 1° de janeiro de 2017, 0h 0m 0s. Os fusos horários restantes deverão adaptar-se em relação a este. Esta será a 27ª vez que um segundo é acrescentado aos relógios desde que o método foi iniciado, em 1972, como forma de manter os horários do dia em sincronia com a Terra e suas estações. Os segundos são sempre inclusos no dia 31 de dezembro ou em 30 de junho. Sem essa adição, eventualmente o tempo derivaria a ponto de confundir as manhãs com as tardes.

O último acréscimo foi em 30 de junho de 2015. Em 2012, uma adição de segundo no dia 30 de junho atrasou voos da companhia área Quantas,  já que o sistema de seus computadores foi interrompido. Outros websites como o Reddit, LinkedIn e até mesmo o Mozilla ficaram fora do ar.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)