Noivo antecipa casamento crendo ter câncer terminal mal diagnosticado

North News & Pictures Ltd

Ciente de que teria apenas algumas semanas de vida por conta de câncer terminal, o inglês Jack Kane, de apenas 23 anos, decidiu realizar o sonho de se casar. Numa corrida contra o tempo, ele pediu a mão de sua namorada Emma e começou a organizar todos os detalhes da cerimônia e da festa. O que ele não esperava é que o seu diagnóstico mudaria bruscamente num intervalo de dias. Três dias antes da celebração, um médico do Hospital Universitário James Cook, em Middlesbrough (Inglaterra), examinou o noivo e concluiu que a sua doença não se tratava de um tumor incurável na coluna vertebral, como pensavam, mas uma condição neurológica tratável. Jack decidiu contar a novidade apenas no dia do casamento, com cerca de 130 convidados presentes. “Não sou terminal”, anunciou ele com alegria.

North News & Pictures Ltd

A noiva, que tem uma filha, Lola, de 4 anos, explicou ao DailyMail como foi difícil digerir a terrível notícia “falsa”. “Nós nos preparamos para nos despedir uns dos outros e aceitamos o fato de ele não estar mais por perto. Era bizarro”, disse Emma. “Nós queríamos passar o resto de nossas vidas juntos, mas isso seria num futuro mais distante. Porém, quando nos disseram que ele iria morrer, planejamos todo o casamento em oito dias”, completou. O casal está bem por saber que, apesar de ainda vivenciar a realidade de uma doença, o quadro é mais estável. “NMO pode causar perda de visão ou pode fazer com que ele fique numa cadeira de rodas por um longo período. Por isso, no momento, estamos nos concentrando em lembrar os rostos um do outro. Entretanto, enquanto ele estiver aqui, estaremos felizes”, declarou ela.

North News & Pictures Ltd

O novo diagnóstico de Jack foi emitido no final de outubro de 2017, mas ele ainda precisará de um processo de fortalecimento da estrutura de suas pernas para voltar para casa. A boa notícia pegou o paciente de surpresa. “Desde que conheci Emma, sabia que ia me casar com ela, então, quando me disseram que estava morrendo, entendi como sendo uma provocação. Foi muito difícil porque queria me certificar de que Emma, Lola e minha família ficariam bem. Demorou tanto tempo para digerir a notícia de que não estava morrendo. Eu me preparava para o pior”, comentou o noivo. Toda a família está alegre com as novidades, apesar de saberem que a luta continua, agora, contra uma outra doença. “Enquanto eu viver, nunca esquecerei a atmosfera na salão quando Jack disse que não estava mais morrendo”, concluiu Emma.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)