Mutação genética pode causar desejo por comidas gordurosas

Unites States National Cancer Institute/Creative Commons

Um gene de nome MC4R pode ser o responsável pelo impulso por comidas gordurosas por parte de pessoas com sobrepeso ou obesas. Um estudo realizado pela Universidade de Cambridge, publicado na revista Nature, mostrou que uma mutação genética tem o efeito de influenciar o paladar dos indivíduos, fortalecendo as tendências a uma alimentação regada a gorduras. A pesquisa avaliou também que esse mesmo gene também tem a capacidade de diminuir o paladar para alimentos açucarados.

Os pesquisadores estimam que essa mutação ocorra em uma a cada 100 pessoas que sofram com problemas relacionados ao peso. A equipe avaliou os hábitos alimentares de 14 indivíduos que sofriam de obesidade e tinham variações raras no gene MC4R, além de outros voluntários, magros e obesos, sem alterações genéticas.

Durante o estudo, os participantes se serviram de um buffet de um prato tradicional indiano chamado frango korma. Sem que eles soubessem, foram fornecidos três pratos de aparência igual, porém com diferentes níveis de contribuição de gordura no conteúdo calórico total (20%, 40% e 60%). Os grupos não apresentaram diferenças na quantidade de alimentos que consumiram, mas aqueles que possuíam a mutação ingeriram 95% a mais do prato mais gorduroso do que os indivíduos magros. O aumento foi de 65% em relação aos obesos que não possuíam a variação genética.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)