Homem é devorado por leões enquanto caçava na África

Ingwelala Private Nature Reserve / Divulgação

Um caçador natural de Moçambique foi atacado e devorado por um grupo de leões após se infiltrar em uma reserva natural à procura de animais de grande porte. Junto com dois amigos, o homem de 50 anos foi atacado pelos felinos, que deixaram apenas a cabeça dele para trás.

Após o grupo ter decidido caçar à noite, os homens se dirigiram até a Ingwelala Private Nature Reserve, localizada no Kruger Park, na África do Sul, armados com poderosos rifles específicos para caça, que são capazes de abater rinocerontes e elefantes. Apesar das armas, os animais foram mais velozes e conseguiram atacar os caçadores, alcançando primeiramente David Baloyi.

Após os outros dois caçadores conseguirem fugir, a polícia local foi acionada. Uma investigação está sendo feita a respeito do caso. “Três caçadores entraram no parque de forma ilegal e foram atacados por um grupo de leões. A vítima foi comida viva por esses animais. Os outros dois caçadores conseguiram fugir e voltar para Moçambique e informaram a família da vítima”, comentou o coronel Moatshe Ngoepe, ao jornal britânico The Sun.

A família de David conseguiu identificar o homem através da cabeça, que foi o único órgão que os leões pouparam, encontrada pelos seguranças da reserva ecológica que correram para o local após escutar os gritos e o acionamento dos alarmes do parque.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)