Homem desvenda cidade medieval sob seu terreno

ender4000/Youtube

Um arqueólogo de 37 anos desvendou uma antiga cidade industrial sob a sua propriedade. Há 12 anos, Stuart Wilson juntou todas as suas economias, um total de 32 mil euros (cerca de R$ 109,3 mil) para comprar o lote de 4,6 acres, por acreditar que o local escondia segredos históricos. Localizada no sul País de Gales, a cidade data do século 13 e acredita-se que serviu de lar para 10 mil pessoas, propriedade de aristocratas normandos da família Clare que utilizavam a região para produzir ferro em massa.

Com a ajuda de uma equipe de centenas de voluntários que o ajudam a cada ano, Wilson desvendou resquícios de uma mansão com duas salas e um pátio, cercado com paredes de cortina e uma enorme torre redonda.

Dentro do complexo da mansão, diversos quartos também foram encontrados, todos com lareiras. As escavações iniciaram em 2002, em um campo nas proximidades, e em 2005, no sítio propriamente dito. Outros objetos também foram encontrados dentro de um poço, como panelas medievais, objetos metálicos e de madeira, além de partes de sapatos de couro.

“Em seu auge, estamos falando de uma população de cerca de 10 mil pessoas. Em comparação, havia 40 mil em Londres, então é bem grande”, disse Stuart ao jornal britânico Daily Mail. “Essa população cresceu do nada para este tamanho dentro de 25 anos. Londres levou 250 anos para chegar a 40 mil pessoas, então estamos falando de uma expansão massiva.”

As construções aparentam datar de 1300 d.C, quando a cidade foi reorganizada e construída em pedra após sofrer ataques de forças inglesas e galesas uma década antes. Por volta de 1400, algumas edificações tornaram-se ruínas e, após a guerra civil, em 1650, o último dos prédios foi abandonado. Atualmente, Stuart busca permissão para transformar o local em um centro educacional.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)