Alunos recriam remédio de AIDS em laboratório escolar

Sydney Science/Twitter

Um grupo de onze estudantes secundaristas da escola Sydney Grammar, em Sydney, na Austrália, conseguiu recriar um remédio capaz de salvar a vida de pacientes com AIDS por apenas 20 dólares (aproximadamente R$ 69). A droga foi concebido dentro do laboratório da escola, com ajuda da Universidade de Sydney. “Eu pensei que se nós pudéssemos mostrar que estudantes podem fazer isso no laboratório sem nenhum treinamento real, nós realmente podemos mostrar o quão ridícula é essa alta no preço e que de nenhuma forma ela pode ser justificada”, disse a professora de pós-doutorado em química da universidade, Alice Williamson, ao jornal britânico The Guardian.

Em 2015, o preço da droga, de nome comercial Daraprim, havia subido nos Estados Unidos de US$ 13,50 para US$ 750 por unidade ( saindo de cerca de R$ 45 para R$ 2,6 mil), após o empresário farmacêutico Martin Shkreli comprar os direitos de exploração do remédio – o que resultou no aumento em mais de 5 mil vezes.

A escola pagou pelos equipamentos e compostos químicos. Durante o processo, os estudantes disponibilizaram seu trabalho na internet e cientistas de diversas partes do mundo puderam olhar seus dados e guiá-los para acelerar o processo. Apesar disso, uma série de questões jurídicas impede a produção e comercialização do produto. Na Austrália, um pacote com 50 cápsulas pode ser comprado por 13 dólares australianos (aproximadamente R$ 33).

Usuários do Twitter provocaram o empresário ao compartilharem a notícia da descoberta dos estudantes. “Será que Shkerli arranjou adversários (de mercado) ainda na escola?”, questionou um deles, sendo respondido em seguida pelo investidor: “não”.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)