Cidades sertanejas se unem para conseguir comprar remédios e preservar saúde pública

por

Para contornar falta de verbas, municípios do interior se unem na tentativa de assegurar tratamentos de saúde

Pela primeira vez, um conjunto de municípios pernambucanos realizará uma compra conjunta de medicamentos, gerando uma economia de aproximadamente 30% no custo de aquisição. É o que diz o Consórcio dos Municípios de Pernambuco (Comupe), que seria o pioneiro nesse tipo de investimento na saúde pública e já deu início ao procedimento, neste mês de janeiro – o primeiro lote deve ser adquirido até março. A junção de forças também foi necessária entre as cidades sertanejas que integram o Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú (Cimpajeú), como forma de combater as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti.

“Para os municípios com menos de 80 mil habitantes, não há outra solução. Ou nos juntamos e otimizamos a verba, ou não temos como dar conta dos custos”, resume José Mário Barros, secretário-executivo do Comupe.

A lógica que rege a decisão é a mesma de uma família que, em vez de fazer uma feira semanal, decide comprar bimestralmente – o “varejo” dá lugar ao “atacado”.

Ricardo Fernandes/DP

MUNICÍPIOS MEMBROS DO COMUPE

Afogados da Ingazeira

1) Afogados da Ingazeira

Bezerros

2) Bezerros

Buenos Aires

3) Buenos Aires

Cumaru

4) Cumaru

Iguaracy

5) Iguaracy

João Alfredo

6) João Alfredo

Lagoa Grande

7) Lagoa Grande

Moreno

8) Moreno

Pesqueira

9) Pesqueira

São Bento do Una

10) São Bento do Una

Serra Talhada

11) Serra Talhada

Ao todo, a licitação de R$ 19,1 milhões do Comupe prevê a compra de 122 tipos de medicamentos e totaliza 225 itens. Um pregão eletrônico será realizado e a empresa que oferecer os medicamentos pelo menor preço será escolhida. “Ao entrar no processo, as empresas se comprometem a manter o preço congelado por um ano e o município faz a demanda de acordo com a necessidade”, explica Barros.

Investimento em milhões

Tipos de medicamentos licitados

Número total de habitantes dos municípios

De acordo com o presidente do Comupe e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), o mecanismo vem como forma de lidar com a redução de recursos provenientes do Governo Federal, o que tem apertado as finanças dos municípios. “Aumentando a escala, reduzimos os custos e pagamos um preço menor. Muitas cidades têm o FPM (Fundo de Participação dos Municípios) como a grande fonte de recursos, então essa redução de 30% nas despesas com os medicamentos para atenção básica é de grande ajuda”, diz.

Os medicamentos que se enquadram na atenção básica são os que compõem a linha de frente do atendimento ambulatorial. De forma geral, são antitérmicos, analgésico, antibióticos, medicamentos para hipertensão e ansiolíticos, que vêm ao socorro dos pacientes. Para garantir a otimização da compra compartilhada, uma farmacêutica visita cada município para averiguar a necessidade.

Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press

Acelerados por um mosquito

No caso do consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú, o projeto de compra conjunta de 51 tipos de medicamentos já estava em estudo, mas começou a sair do papel por conta da epidemia de dengue, zika e chikungunya. “Temos que concluir isso o quanto antes porque, com as chuvas do início do ano, a previsão é de agravamento no surto”, aponta o presidente do Cimpajeú e prefeito de Tuparetama, Deva Pessoa(PSD). Apesar de ressaltar a complexidade do projeto, Deva acredita que até meados de março deve estar com a primeira licitação pronta.

“Os recursos destinados pelo Governo Federal são escassos e a necessidade da população segue aumentando. A compra em bloco ajuda a desafogar a situação”, aponta o prefeito de Carnaíba, Zé Mário (PSB). “Aqui em Tuparetama, por exemplo, estou com as ambulâncias do SAMU paradas há 21 meses porque não há recursos para colocá-las para andar”, acrescenta Pessoa.

MUNICÍPIOS DO CIMPAJEÚ QUE DEVEM PARTICIPAR DA COMPRA CONJUNTA

Betânia

12) Betânia

Brejinho

13) Brejinho

Calumbi

14) Calumbi

Carnaíba

15) Carnaíba

Custódia

16) Custódia

Flores

17) Flores

Ingazeira

18) Ingazeira

Itapetim

19) Itapetim

Quixaba

20) Quixaba

Santa Cruz da Baixa Verde

21) Santa Cruz da Baixa Verde

Santa Terezinha

22) Santa Terezinha

São José do Egito

23) São José do Egito

Sertânia

24) Sertânia

Solidão

25) Solidão

Tabira

26) Tabira

Triunfo

27) Triunfo

Tuparetama

28) Tuparetama

Tipos de medicamentos licitados

Número total de habitantes dos municípios

João Vitor Pascoal

João Vitor Pascoal

Repórter

João é estagiário do Diario desde 2014, a maior parte do tempo para a editoria de Política, antes de fazer parte do projeto CuriosaMente, da editoria de dados do jornal.

Comentário(s)

Comentário(s)