Considerada curada, mulher morre de metástase 3 meses após casar

Ben Debono / Facebook

Uma jovem de 29 anos de idade faleceu de câncer apenas três meses depois do dia mais feliz de sua vida: seu casamento. Leah Debono, que sofria com um melanoma em estágio avançado, recebeu dos médicos a notícia de que estava livre da doença um pouco antes de casar-se com Ben Debono. Leah vinha sendo acompanhada por um equipe médica e passava por check-ups pelo menos quatro vezes por ano. Os médicos responsáveis acreditavam que o câncer não havia retornado e deram a notícia para a jovem, que resolveu finalmente realizar o maior sonho da vida.

Um mês após casar-se com Ben, Leah teve um colapso enquanto trabalhava e foi levada o hospital. Com suspeitas de stress e até mesmo gravidez, a mulher, que levou em conta o diagnóstico, não imaginava que poderia ser o câncer, mas a doença tinha se espalhado para seus pulmões, cérebro e ossos.

Após a morte da esposa, Ben viaja pela Austrália, refazendo o trajeto da lua de mel vivida pelo casal, com as cinzas de Leah. Com uma foto da esposa no banco do carona do carro, o viúvo segue viagem com o cachorro, Turbo. “Leah sempre será minha esposa e minha alma gêmea”, comentou ao jornal britânico Metro.

Ele também conseguiu arrecadar o equivalente a R$ 131 mil para o Instituto de Melanoma de caridade e fez uma campanha para alertar a todos a consultar mais de um médico para ter um diagnóstico certeiro.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)