Brasileiro com cocaína no estômago morde passageiro e morre em pleno voo

Atualizada no dia 20/10/2015

Um brasileiro identificado pelo The Irish Times como John Kennedy dos Santos Gurjão, de 24 anos, morreu durante voo após ter ter um ataque e morder outro passageiro, nesta segunda-feira (19). De acordo com o jornal britânico The Guardian, após o ocorrido, o piloto do voo entre as cidades de Lisboa, capital de Portugal, e Dublin, capital da República de Irlanda, declarou emergência médica e desviou o voo para o aeroporto de Cork, também na Irlanda, entretanto, o homem, já contido pela tripulação, ficou inconsciente e faleceu.

De acordo com a autópsia, o rapaz, natural de Calçoene, no Amapá (a 374km da capital), transportava 800 gramas de uma substância cuja suspeita é se tratar de cocaína. A droga estaria no estômago do brasileiro, no formato de 80 cápsulas, e uma delas teria rompido – o que poderia explicar a agressividade repentina do jovem.

O homem mordido foi atendido num hospital local e passa bem. O voo da companhia aérea Air Lingus levava 170 pessoas entre passageiros e tripulantes. “O voo foi desviado para o Aeroporto de Cork quando o homem começou a ficar agitado. Um médico e uma enfermeira, também embarcados, prestaram assistência, mas ele foi declarado morto já no aeroporto, às 18h40”, confirmou Gerry Kavanagh, assessor da companhia aérea, em nota publicada pelo jornal português O Público. A autópsia foi realizada ainda na segunda-feira (19), na Universidade de Cork.

Pelo Facebook, brasileiros e europeus expressaram opiniões sobre o caso, parte em lamentação e muitos outros criticando a ação do amapaense, inclusive, com agressões à memória do rapaz. Sem dinheiro para o traslado do corpo, a família afirmou à imprensa local que soube do ocorrido por uma ligação do consulado brasileiro em Dublin e que pode abrir mão do corpo do rapaz e que desconhecia o fato de ele estar na Europa, uma vez que, por mensagens de texto, ele dizia estar na capital, Macapá, há um ano, em busca de emprego.

 

No mesmo voo, uma passageira angolana foi detida por transportar 1,8 Kg de anfetaminas na mala. O flagrante ocorreu durante os depoimentos prestados pelos passageiros para esclarecer o caso.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)