Artistas sírios usam Pokemón Go para mostrar a guerra no país

Syria Children / Twitter

Muita gente já pegou carona no sucesso do jogo Pokémon Go, ainda não lançado no Brasil, para fazer outros aplicativos, mas um grupo de sírios teve outra ideia: usar os bonecos para chamar a atenção para crianças vítimas da guerra no País. As forças revolucionárias estão divulgando uma série de imagens nas redes sociais expondo as crianças junto aos Pokemóns e pedindo ajuda.

“Estou na Síria, me salve”, tuitou a força revolucionária em uma das imagens de um menino segurando um Pikachu, com a hashtag #PokemonInSyria. Outro artista do país fez uma série de fotos batizadas de “Syria Go”, com cenários de guerra e um celular que no lugar de pokemóns mostra objetos utilizados que não existem em um cenário de guerra, como um kit de primeiros socorros, um ursinho de pelúcia ou até mesmo uma boia ao lado de refugiados.

Para justificar os desenhos, Saif Tahhan, desenhista refugiado da Síria na Itália, afirmou que esperava chamar a atenção do mundo inteiro assim como o jogo Pokemón Go. “Essas imagens precisam prender a atenção do mundo durante o tempo de guerra, posso afirmar que o povo sírio não está buscando Pokémon”, explicou em entrevista à rede de TV CNN.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)