Polícia acredita que sumiço de garoto do Acre foi golpe de marketing e prende seu amigo

Terror Tube/Reprodução

Com um mandado de busca e apreensão, o delegado Alcino Júnior da Polícia Cívil do Acre encontrou na casa de Marcelo Ferreira, amigo de Bruno Borges, contratos que destinam parte do dinheiro conseguido com a venda dos livros para Marcelo. Bruno está desaparecido desde 27 de março após deixar 14 livros criptografado em seu quarto.

Por ter omitido essa informação, Marcelo foi preso para ser interrogado pela polícia. O jovem pode ser liberado após os esclarecimentos. “Ele (Marcelo) mentiu e omitiu informações na primeira vez que foi ouvido a respeito do caso do desaparecimento do Bruno. Inclusive, ele foi responsável por retirar a cama e o rack do quarto do Bruno. Ele foi conduzido até a delegacia para ser ouvido novamente, mas, no momento, ele está preso”, disse Alcino Júnior, de acordo com o G1.

Os móveis do estudante de psicologia foram encontrados na casa de outro amigo de Bruno, Mário Gaiote, que também, de acordo com o contrato, teria direito a uma parte do dinheiro das vendas dos livros, assim como Eduardo Borges, um primo de Bruno.

De acordo com o delegado, o contrato foi registrado no cartório no mesmo dia em que Bruno desapareceu. “Então, para nós, fica muito contundente que não foi um desaparecimento qualquer, na verdade, foi um plano consciente de afastamento, e o contrato mostra que há prazo para divulgação desses livros”, aponta.

O documento determina ainda prazo para que os livros sejam publicados e os percentuais que cada um terá direito das vendas. Marcelo Ferreira e Eduardo Borges teriam, cada um, direito a 15% das vendas, enquanto Márcio Gaiote ficaria com 5%.

Versão da família

Em sua página no Facebook, a irmã de Bruno, Gabriela Borges, disee que a família já sabia do contrato, mas que “isso não diz muita coisa a respeito”.Para ela, o contrato está sendo usado para denegrir a imagem do seu irmão.”Quem conhece Bruno sabe exatamente o que se passa em seu coração e sua verdadeira intenção com a publicação da sua obra”. Ainda de acordo com ela, a família lançará o primeiro livro em breve. A polícia ainda não tem informações sobre o paradeiro de Bruno.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)