Doralice, a plant-truck que negocia mudas pelo Recife

por

Investimento de mãe e filho que nasceu na internet, Doralice roda na capital pernambucana cheia de plantas à venda

 

Uma kombi verde estaciona em uma praça do Recife. Quando as portas se abrem, as pessoas percebem que se trata de algo diferente. O piso é revestido de grama artificial, cortinas enfeitam as janelas, pallets, caixas de feiras, bancos verde e branco complementam a decoração. Eis, Doralice, o veículo que transporta mudas de plantas para serem vendidas.

Doralice. Brenda Alcântara/DP

Em junho de 2015, uma maleta cheia de plantas era colocada aos sábados na feira orgânica da Praça de Casa Forte. De início, a proposta era vender só cactos e suculentas. Mas o sucesso foi tão grande, que três meses depois, os sócios Cláudia Araújo, 53, e André Amorim, 26, mãe e filho, perceberam que precisavam de mais espaço e espécies. Dos food trucks veio a inspiração de criar uma loja móvel de mudas.

O apreço pelas plantas teve início com vídeos caseiros que André fazia pelo YouTube. A mãe sempre aparecia dando dicas sobre plantas, vasos e maneiras práticas de ter um jardim. Com o crescimento do canal O Meu Jardim, começaram as encomendas . Algumas pesquisas de mercado e cursos depois, deram início ao empreendimento.

Doralice. Brenda Alcântara/DP

As vendas são realizadas de quinta a domingo, com exceção de semanas especiais, como a do Natal. Nos demais, agilizam encomendas. Por semana, entregam, em média, de 45 a 65 vasos, mas em uma semana boa, já chegou a comercializar 110. São suculentas, cactos, antúrios e orquídeas, além das ervas recentes, como manjericão, alecrim e pimenta. Os preços variam de R$ 10 a R$ 40.

Segundo Cláudia, os jovens são os que mais consomem, acredita, por conta da volta da moda de “colecionar” plantas.

De acordo com ela, as mulheres compram todos os tipos, já os homens costumam comprar somente cactos. Além disso, os jovens costumam comprar e levar para enfeitar a mesa no trabalho e muitos casais fazem encomendas para dar como lembrancinhas de casamento.

Sobre Doralice, eles dizem que a reação do público não poderia ser melhor. De acordo com Cláudia, as pessoas ficam super felizes quando os encontram. “Elas ficam encantadas, chegam até nós e dizem: ‘Ah! Finalmente conheci Doralice’. Porque a kombi é bem bonitinha, bem charmosa. Para a gente, é muito gostoso”, relata.

De quinta a sábado, Doralice estaciona na Praça de Casa Forte, no bairro de Casa Forte,  Zona Norte do Recife, a partir das 16h. No domingo, no mesmo horário, o destino é a Praça Eça de Queiroz, no bairro da Madalena, Zona Oeste da capital. Em janeiro, o veículo está em recesso e volta às atividades em fevereiro.

Doralice. Brenda Alcântara/DP
Doralice.Brenda Alcântara/DP

As suculentas são as mais vendidas e as que vêm de mais longe, do estado de São Paulo.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Daniele Alves

Daniele Alves

Repórter

Daniele é estagiária do Diario desde dezembro de 2015. Escreve para a editoria de dados do jornal, no projeto CuriosaMente. Sobre plantas, tem apenas as que herdou e diz “colocar água de vez em quando”.

Brenda Alcântara

Brenda Alcântara

Branda é fotógrafa estagiária do Diario desde 2015. É apaixonada por árvores.

Comentário(s)

Comentário(s)