Irmão mais novo tem mais chances de ser favorito dos pais, diz pesquisa

Max Pixel / Creative Commons

Cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, descobriram que os filhos mais novos têm tendência a serem os mais queridos da família. Isso acontece, de acordo com especialistas, porque eles se comparam frequentemente com os mais velhos, criando um esforço e uma ideia de que são mais queridos pelos pais (e, consequentemente, estreitando laços com esses parentes). Os resultados são fruto de análises de 300 famílias diferentes, cada uma delas com dois adolescentes. Todos eles eram submetidos a uma série de perguntas: os pais, acerca de conflitos que tinham com os adolescentes; os filhos, sobre o relacionamento deles com os pais.

“Os filhos mais velhos também pensam nos irmãos mais novos como uma referência, mas não fazem isso o tempo todo. É muito mais raro ouvir um pai perguntar aos mais velhos por que eles não podem seguir exemplos dos mais novos”, explicou em entrevista ao jornal britânico The Independent um dos professores envolvidos no estudo, Alex Jensen. “Você pode me perguntar se o mesmo aconteceria com os filhos do meio e eu acredito que sim. As crianças mais novas sempre se espelham nas mais velhas e isso segue em um ciclo sem fim”, contou o especialista.

A pesquisa descobriu, ainda, que independente da idade, os filhos têm relações mais calorosas com as mães, mas é com elas também que eles têm a maior parte dos conflitos. Para pais que se preocuparam com o resultado da pesquisa, os cientistas sugerem que não tenham medo de lidar com os adolescentes. “Cada pessoa tem uma necessidade diferente, logo, é OK tratá-las de forma diferente. Você precisa tratá-los de forma justa, mas não igual”, afirma Jensen.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)