Homens são descobertos após 15 anos sem aparecer no trabalho

Dimep / Divulgação

Um motorista e um jardineiro se ausentaram do trabalho por 15 anos até que os seus chefes sentissem falta. Uma investigação descobriu que empregados da Confederação Geral do Trabalho (CGT), da cidade de Jerez de la Frontera, sul da Espanha, nunca apareciam para trabalhar, mas tinham seus contracheques descontados regularmente. Segundo o portal espanhol The Local, o inquérito inicialmente descobriu que a dupla não havia trabalhado um único dia de janeiro de 2015 até o mês da investigação, maio de 2016. Mais adiante, foi revelado que os funcionários não comparecem ao local de serviço desde 2001.

A prefeitura da cidade Jerez de la Frontera confirmou o caso em uma postagem no website oficial. “Representantes da Confederação Geral do Trabalho (CGT) podem ter passado anos sem ter comparecido ao trabalho” admitiu a instituição no texto. A CGT, união da qual os dois homens fazem parte, defendeu os seus empregados, citando um acordo previamente assinado. Segundo a união, o documento prevê o direito de descontar dias acumulados de folga e usar compartilhadamente as férias de outros funcionários, tentando com isso justificar a ausência dos homens por mais de uma década.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)