Funcionário público falta ao trabalho por 6 anos sem que notem

Reprodução/mpgo.mp.br
O que aconteceria com você caso faltasse ao trabalho por 6 anos? Certamente, muito antes disso, já estaria no olho da rua. Pois um funcionário público da cidade espanhola de Cádiz realizou esta proeza. E mais, a sua ausência só foi notada porque ele iria receber um prêmio por conta do tempo de serviço prestado.

Como punição, Joaquim García, de 69 anos, foi multado em 27 mil euros, valor equivalente a R$ 120 mil. O “sumiço” foi descoberto em 2010, mas somente em 2016 a Justiça da Espanha puniu Joaquim. O acusado, no entanto, está aposentado há um ano e negou que a ausência tenha ocorrido. Ao jornal espanhol El Mundo, ele apontou que a situação foi propositalmente causada por seus supervisores, que não aceitavam as posições políticas da família de García e, por isso, o colocaram em um cargo que não desempenhava funções reais – ele era supervisor de uma usina de tratamento de água.
A justificativa do aposentado, porém, não foi aceita pela Justiça, que determinou o pagamento da multa equivalente a um ano do salário que recebia. O chefe da empresa de tratamento disse perante o tribunal que, apesar de trabalhar no escritório ao lado de García, não o via há anos. Quando estava prestes a receber uma placa em comemoração aos seus 20 anos de serviço – o vice-prefeito de Cádiz ligou procurando por ele – a ausência foi notada.

A companhia de água aponta que pensava que as autoridades locais supervisionavam o trabalho de García, já as autoridades dizem o contrário. Nessa história, García até chegava a frequentar o escritório, mas nos dias que aparecia, não cumpria o turno completo e, enquanto estava lá, preferia ler sobre filosofia, já que não havia o que fazer no local.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)