Homem é enterrado com dinheiro para dar a Deus

Pixabay/Reprodução

O servidor público Charles Obong, 52, foi enterrado com aproximadamente R$ 176 mil (em shillings ugandenses) em seu caixão, na Uganda. Obong desejava oferecer o dinheiro a Deus, com o objetivo de redimir sua alma e seus pecados. Falecido em dezembro de 2016, o servidor deixou declarado em seu testamento que sua esposa deveria colocar grandes quantias de dinheiro no caixão. Além disso, ele ainda instruiu que seus irmãos observassem e garantissem que sua esposa cumpriria o testamento.

O desejo de Obong foi frustrado, pois seu caixão foi violado e o dinheiro foi levado por parentes. A quantia encontrada junto a seu corpo era fruto de um esquema de corrupção em que Charles estava envolvido. Após uma reunião do clã de Obong, realizada na casa do pai dele, membros do clã forçaram a esposa do servidor a revelar a quantia que estava enterrada. Assim, o corpo dele foi exumado e voltou a terra sem nenhum dinheiro.

Segundo o jornal ugandês Daily Monitor, a esposa de Obong ainda iria complementar o dinheiro do caixão com mais R$16,2 mil. Ao ser cobrada pelos membros do clã, ela recusou entregar a quantia, entrando em seu carro e fugindo para a cidade de Lira, ao norte do país. A esposa e o irmão não quiseram responder à imprensa. 

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)