Gêmea é acusada de provocar acidente para matar a irmã

Alexandria Duval/Facebook

Alexandria Duval está sendo acusada de ter causado intencionalmente a morte de sua irmã gêmea idêntica, Anastasia Duval, após o carro que ela dirigia ter se chocado com rochas e caído em um rochedo de 60 metros de altura, o equivalente a um prédio de 20 andares. As irmãs, de 37 anos, eram sócias na empresa Twin Power Yoga. Elas viajavam em um Ford Explorer branco, no dia 29 de maio de 2016, quando o carro colidiu com uma parede rochosa e caiu no penhasco da rodovia de Makai, no Havaí. Anastasia, que estava de passageiro no carro, morreu no impacto e Alexandria, que dirigia, foi encontrada em estado crítico de saúde e levada a um hospital pelo helicóptero que ajudava o resgate.

Testemunhas de momentos que precederam a queda do carro viram as duas mulheres discutindo. “O veículo estava parado, e a mulher no banco de passageiros começou a puxar o cabelo da motorista”, disse a procuradora de segurança da cidade, Emlyn Higa, ao jornal britânico Daily Mail. A defesa de Alexandria Duval afirma que a suspeita não tinha intenção de causar nenhum dano a si mesmo e a sua irmã. No entanto, ela foi detida ao tentar sair do estado alguns dias depois das investigações serem iniciadas.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)