Cientistas desenvolvem fórmula matemática da felicidade

Wikimedia Commons / Reprodução

Matematicamente é possível prever o nível de felicidade de uma pessoa, segundo fórmula desenvolvida por pesquisadores da Universidade College London. A primeira metade da fórmula foi criada há dois anos e o seu principal avanço consistia em mostrar a correlação que existe entre expectativa e felicidade.

Os dados sobre a felicidade foram obtidos por meio de um jogo de aplicativo de celular, The Great Brain Experiment, os jogadores foram apresentados a duas situações: uma arriscada e outra segura e, logo em seguida, tinham que escolher a sua favorita baseados na pergunta “O que te faria feliz?”. Durante o processo do experimento, os pesquisadores avaliaram que, quando uma pessoa escolhe uma opção arriscada, ela está abrindo mão de uma recompensa garantida e segura.

Com esse teste surgiu a Equação da Felicidade 1.0, que mede o impacto cumulativo das expectativas recentes de uma pessoa, seus erros de previsão com relação a elas, e conquistas do passado. “Todas as expectativas e recompensas recentes se combinam para determinar o seu estado de felicidade atual”, afirmou Robb Rutledge, da UCL.

A fórmula atualizada conseguia prever com muito mais precisão se uma pessoa sairia feliz ou triste de uma experiência de vida. Em resumo, a fórmula, além de mostrar a gestão de expectativas, mostra também se a nossa felicidade é impactada pela diferença entre o que nos traz vantagens ou prejuízos. Outra questão é em relação às nossas expectativas: pessoas que esperam demais diante de determinadas situações tendem a se sentir desiludidas com os resultados finais.

Os pesquisadores admitem que o estudo apresenta uma realidade muito mais simplificada do que a vida real, mas o professor Rutledge afirma que as pessoas também costumam correr riscos para ganhar recompensas maiores.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)