Cientistas testam vacina contra colesterol

Organização Pan-Americana da Saúde/Divulgação

Cientistas desenvolveram uma vacina contra o colesterol que, na prática, pode evitar o acúmulo de gordura e a obstrução de artérias. A vacina poderia substituir medicamentos tomados por pessoas que têm risco de derrame e doenças no coração.

De acordo com informações da BBC Brasil, pesquisadores da Universidade Médica de Viena, na Áustria, testaram o medicamento com 72 voluntários, após testes realizados com camundongos.

Serão pelo menos seis anos de testes até que a vacina seja liberada para comercialização e uso humano. De acordo com Guenther Staffler cientista que lidera os estudos, mesmo que seja liberada a vacina não deve ser vista como algo que permite o abuso de alimentação gordurosa e a ausência de exercícios físicos.

A injeção ataca a proteína PCSK9, que permite a aparição do mal colesterol (LDL) e o seu acúmulo na corrente sanguínea. Os entupimentos podem causar derrames e ataques cardíacos. Nos testes realizados nos camundongos, a vacina reduziu o LDL em 50% dentro de 12 meses e evitou o acúmulo de gordura nas artérias. É importante não confundir o LDL com o HDL, benéfico para o corpo por transportar o colesterol considerado benéfico ao organismo para o fígado.

Após a fase de testes com os 72 voluntários, que deve ser finalizada ainda em 2017, os cientistas saberão se há ou não problemas no uso da vacina por humanos. Um dos efeitos colaterais possíveis seria o aumento do risco de diabetes. “Essa é mais uma prova de que o colesterol provoca doenças no coração. E reduzir o colesterol diminui o risco de doenças do coração. Isso confirma a importância de um estilo de vida saudável”, apontou o professor Tim Chico, cardiologista da Universidade de Sheffield, na Inglaterra.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)