Canadense que chegou ao Brasil pedindo caronas era foragido da polícia

Lie Serraty e Helena Vidigal / Facebook

O canadense Anton Pilipa, de 39 anos, encontrado no Brasil após caminhar e pedir caronas por cinco anos, vai prestar esclarecimentos à justiça de Toronto, cidade onde morava, nas próximas semanas. Ele foi preso por tentativa de agressão armada, liberado após pagamento de fiança e respondia ao processo em liberdade, mas faltou a diversas audiências com a polícia desde o dia em que desapareceu.

A informação foi dada pela polícia da cidade ao jornal BBC Brasil. Segundo a publicação, ele teria cometido a agressão no dia 29 de janeiro de 2011, pouco antes de começar um tratamento para esquizofrenia. Antes de desaparecer, o rapaz teria trabalhado em cidades canadenses como funcionário de organizações humanitárias para ajudar pessoas carentes.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)