Brasil pode ter mais 3,6 milhões de pobres em 2017

Wikimedia Commons/Reprodução

Segundo uma pesquisa do Banco Mundial, divulgada pelo jornal O Globo, o número de pessoas abaixo da linha da pobreza poderá aumentar em pelo menos 2,5 milhões de pessoas apenas no ano de 2017. Segundo o estudo, haverá entre 2,5 milhões e 3,6 milhões de novas pessoas se encontrando nessa situação no ano marcado por intensa crise econômica. A maioria são jovens adultos, com escolaridade média e habitantes da área urbana que se encontram fora do mercado de emprego formal após o aumento das taxas de desemprego.

Ainda de acordo com a pesquisa, o programa social Bolsa Família precisa ter um acréscimo de até R$ 1,2 bilhão para tentar estancar a evolução da pobreza extrema, mantendo a taxa da pobreza extrema em 3,5%, semelhante ao ano de 2015. Caso isso não aconteça, essa taxa deve chegar entre 4,2% e 4,6%. Em 2015, esses números cresceram pela primeira vez dentro de uma década, somando 17,3 milhões de brasileiros que se encontravam abaixo da linha da pobreza. Em 2017, esse número pode chegar a 20,9 milhões.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)